Exibindo posts da categoria: ChristinaPerri

Em mais um recente entrevista, Christina Perri falou sobre a empolgação de abrir o show de Billy Joel, sobre a dificuldade de sua mãe manter a notícia em segredo. Perri também conta como foi seu mês fora da internet, fora do twitter e instagram. Confira a tradução.

O palco continua ficando maior para a cantora de Bensalem, Christina Perri.
No verão passado ela voltou para casa para um show no The Mann, este verão ela abrirá para Billy Joel no Citizens Bank Park. Os dois tocam neste sábado, 9 de Julho.
Nos encontramos com Perri na última semana e falamos sobre o aquecimento para o The Piano Man, a confusão de 4 de Julho e suas férias das redes sociais.

Originalmente você é de Bensalem, o quanto sua família está animada por você estar no palco do Citizens Bank Park?
Quando eu descobri sobre isso, eu contei tudo apenas para eles. Nós tivemos que manter isso por baixo dos panos por algum tempo antes de anunciar. Então ligar para minha mãe e dizer que ela não podia contar para ninguém foi muito difícil, porque minha mãe é cabeleireira em Bensalem. Todo cliente que iria lá seria como “yeah, eu vou ver Billy Joel”, e minha mãe morreria por dentro porque ela não podia contar a ninguém. Então na verdade isso foi bem legal, o momento que eu dei a ela o sinal verde para contar a todos. Muitos dos meus amigos e família realmente vão, porque é Billy Joel.

Esse show do Billy Joel no Citizens Bank Park está se tornando um tipo de tradição de verão por aqui. Ele fez isso há alguns anos atrás. Tem sido ótimo, então é otimo ter você fazendo parte disso neste ano.
Eu sou uma grande fã do Billy Joel. Não estou falando por falar. Ele é um dos meus heróis, e eu vi ele no Madison Square Garden. Ele é uma lenda, então eu não posso acreditar que vou me apresentar. Acho que ainda estou em choque. No segundo que eu sair do palco, vou me juntar a platéia e assistir seu show.

Antes de toda essa divulgação sobre Billy Joel, você ficou ficou off de suas redes sociais, ao que pareceu um longo tempo.
Um mês.

Não consigo imaginar isso. Como é não olhar o twitter, instagram, apenas desligar isso por um mês?
Na verdade foi algo agradável e renovador. Quero dizer o quanto amo minhas redes sociais porque é uma grande parte de toda minha vida e me conecta com todos, sinto que esse mês de folga foi minhas últimas férias antes de me jogar no álbum, e eu fui a Itália com minha família porque meu pai é de lá. Eu fui ao topo de uma montanha que de qualquer forma não tinha wifi mas foi realmente ótimo me desligar e estar totalmente presente.
Mas eu estou muito feliz de estar de volta. Na verdade eu senti falta de todo mundo. Todos os meus amigos imaginários.

Enquanto você estava no escuro sem suas redes sociais, anunciaram que você seria a atração principal de um grande show no dia 4 de Julho porque seria na Filadélfia. Então uma semana depois ouvimos que Christina Perri não seria parte disso porque você estava indisponível, então eu não poderia deixar de perguntar. Vou perguntar a você agora, o que aconteceu? Era para você ser parte desse show no Parkway ou não?
Eu nunca sequer ouvi sobre isso. Na verdade isso parte meu coração porque eu nunca vacilei com a Filadélfia, e eu nunca faria isso porque é minha cidade natal. Eu literalmente nunca ouvi sobre isso. E tem uma coisa, eu não poderia fazer isso por causa do show do Billy Joel. Porque eles eram perto de mais um do outro, então eu não seria capaz de fazer nem se eu tivesse ouvido sobre isso.
O fato é que em algúm lugar da linha os fios se cruzaram e alguém pensou que eu tinha dito SIM e postou sobre isso em todo lugar. Eu estou devastada.

A entrevista foi por áudio, e clicando no link da fonte, vocês podem ouvir o áudio completo.
Christina também fala sobre o terceiro álbum, que está no processo de composição, que não tem data de lançamento, e que a fase de composição é muito bonita para os artistas, e fala sobre não perder seus momentos de criação, e que sem o celular ela não sabe o que faria, já que a criatividade pode vir enquanto ela está dirigindo ou no avião, em qualquer lugar, então ela grava/escreve tudo no celular. O entrevistador comenta que no passado os compositores escreviam no papel as letras e Christina diz que acredita que é melhor escreve-las do que digitar, porque sua mão e cabeça estão conectadas com seu coração, muitos artistas diriam isso também, quando se escreve as letras é melhor.
Depois o entrevistador fala sobre o irmão de Christina, Nick Perri, pergunta como está a sua banda, Mount Holy e diz que está muito orgulhosa dele e que a banda é muito boa.
No final, Christina conta sobre um show ano passado em que do palco ela disse para todos irem comprar Wawa depois do seu show e postarem fotos no twitter pra ela ver. E no outro dia o presidente da Wawa ligou para o agente dela e comentou sobre as milhares de pessoas que foram comprar os produtos e no show seguinte em Bensalem, Wawa enviou muitas coisas para ela. Fim

Fonte | Tradução: Fernanda Billerbeck

Christina Perri concedeu uma entrevista ao site Metro, da Filadélfia. Nessa nova entrevista, Christina falou sobre a empolgação de dividir o palco com Billy Joel e sobre os quatro de sobriedade. Confira a tradução.

Christina Perri é uma cantora- compositora conhecida pelo mundo por seus hits “Jar Of Hearts” e “A Thousand Years” mas ela não se esqueceu de suas raízes – crescendo nas proximidades de Bucks County. A cantora de 29 anos estará em casa nesse sábado para abrir o show do lendário Billy Joel no Citizens Bank Part, e para visitar sua família. Conversamos com Perri sobre suas músicas favoritas de Billy Joel, seu novo álbum e quatro anos de sobriedade.

Como é a sensação de estar abrindo para Billy Joel em 9 de Julho?
Ainda não parece real. Quero dizer, ele é uma das minhas pessoas favoritas. Eu acho que sei todas as letras de cada música que ele já escreveu. Eu iria a este show se eu não fosse me apresentar nele. Isso é o quanto eu o amo. Estar dividindo o palco com ele, eu acho que provavelmente vou morrer um pouco. Eu não sei. Não posso imaginar. Vai ser o dia favorito da minha vida.

Você tem uma música favorita do Billy Joel?
Sim. Eu amo todas as clássicas que todos amam, mas acho que minha favorita é “Don’t Tell Me Why” ou “So It Goes”. Ele tocou “So It Goes” no último show em que eu fui – eu vou aos seus shows quando ele está por perto. Espero que ele toque essa de novo.

Você costuma visitar a Filadélfia frequentemente?
Sim. Eu me sinto muito sortuda apesar de ter estado em turnê por seis anos. Minha família está na Filadélfia e minha família está em primeiro lugar para mim. Toda vez que toco em casa, toda minha família vai ao show e essa é uma forma bem fácil de ver todos. Eu sempre tenho a certeza de ter um dia de folga antes ou depois do show, então eu posso ir para a casa dos meus pais, jantar com minha avó e passar todo o tempo que poder com eles. Eu diria que visito muito a Filadélfia.

Onde você gosta de ir quando está aqui?
Não posso mentir, eu vou ao Steve’s Steaks no segundo que chego. É o meu favorito. Eu não vou para o da cidade, porque esse é novo. Eu vou no Comely [Road] que é perto da minha escola. Esse é meu lugar favorito de sanduíches número um.

Eu li recentemente que você anunciou quatro anos de sobriedade. Você quer falar um pouco sobre isso?
Claro. Eu tomei essa decisão de parar tudo. Eu realmente não falo sobre isso há um tempo. E eu não tinha certeza se queria falar sobre isso porque eu não sabia como me sentiria e se seria uma promessa que eu cumpriria. Mas já estou há quatro anos e me sinto tão bem. Pareceu algo que eu estava realmente pronta para compartilhar porque eu tenho conversas muito emocionais com as pessoas nos meus shows e eu pensei que seria uma a mais que eu poderia ter.

Como isso mudou sua vida?
Sinto como se estivesse na minha versão favorita de mim. Eu nem sabia que poderia sentir essa certeza, esse presente e o orgulho das minhas decisões. Essa mudança mais óbvia em minha vida, que eu estou presente e certa. Eu sinto tudo. Quando você está sóbria você sente as coisas boas mas também sente a ansiedade e os nervos, todas essas coisas. Eu prefiro essa versão de mim.

Fonte | Tradução: Fernanda Billerbeck

Christina Perri recentemente esteve na Itália e lá fez uma sessão de fotos para a GQ Magazine. Perri também cedeu uma entrevista falando do seu novo álbum Head or Heart e sua tatuagens. Junto com as fotos da GQ foram divulgas algumas feitas para a Vanity Fair também. Confira a baixo a entrevista traduzida e as fotos.

x Photoshoots > 2014 > GQ Magazine Itália | Março

x Photoshoots > 2014 > Vanity Fair Itália | Março

Os principais temas do segundo álbum da cantora e compositora conhecida por Jar Of Hearts e uma sessão de fotos exclusiva para a GQ Italia.
‘’O amor é a minha inspiração maior, amo escrever sobre isso. No álbum eu falo sobre relacionamentos, sim, mas também sobre sentimentos em geral, mais auto-estima, o amor por si mesmo.’’ Christina Perri não é daqueles artistas que tem vergonha de dizer que escreve sobre coração partido e relacionamentos fracassados. O álbum é uma mistura de rock, pop, soul, músicas que acompanham o batimento do coração. Talvez por essa razão é tão sincero e pegajoso. E é também por isso que Jar Of Hearts ganhou primeiro lugar nas paradas do mundo todo. Em seguida trazendo o álbum Lovestrong, e uma longa turnê de 27 meses.

Mas falando do álbum novo, de amor, qual ganha entre cabeça ou coração?
No momento, nenhum dos dois, ainda estou tentando descobrir qual escolher. Metade do álbum é sobre um e a outra metade sobre o outro, espero encontrar a resposta nessa jornada, mas acho que a verdadeira resposta seria empate, um equilíbrio entre os dois.

Como nasceu seu amor pela música? Seu irmão de influenciou em algo?
Não. Ele pode ter influenciado o meu gosto, talvez. Eu comecei a cantar com três anos. Na infância participei do coral da igreja católica. Aos oito anos de idade na escola eu finalmente experimentei fazer teatro e adorei, fiz teatro até meus 18 anos. Acho que a música me escolheu.

Você sempre cantou bastante e teve bastante talento, mas quando você começou a escrever suas músicas?
Em torno dos 16 anos. Por causa do meu primeiro amor.

Cantar, compor, e também existe as tatuagens como um dos seus maiores amores, quando começou essa paixão?
Neste caso sim, foi influencia do meu irmão, ele tinha tatuagens e eu invejava ele por isso, fiz minha primeira tatuagem com 15 anos. Talvez se eu não tivesse meu irmão, eu nunca teria tido vontade de fazer uma tatuagem.

De lá pra cá, quantos tatuagens você fez? Já pensou na próxima?
Eu já perdi a conta, a próxima que irei fazer vai ser sobre a Mary Poppins.

Novo álbum, nova (maxi) tour?
Sim, essa tour vai ser tão longa quanto a última, pretendo ficar na estrada pelos próximos dois anos, levei 12 meses para escrever as músicas e produzir o álbum, agora quero aproveitar ao máximo. Além disso, o ao vivo é a minha parte favorita do trabalho.

Vai vir pra Itália?
Com toda certeza, a ideia é ir em basicamente todas as cidades que não fui ainda. Provavelmente vou chegar na Itália no outono.

Fonte | Tradução: Alana Martins

Finalmente o lyric video de I Believe ficou pronto, o vídeo foi divulgado essa tarde no canal oficial da cantora. O vídeo todo foi feito com fotos enviadas por fãs no instagram com a tag #IBelieve ao qual Christina escolheu minuciosamente. Lembrando que temos um membro da equipe no vídeo, a Alana Martins, sua foto aparece em 2:08 no vídeo com a frase “And I believe that your head is the only thing in your way“. Assista abaixo.